Alguns deputados não comparecem ao Plenário e sessão da terça foi cancelada por falta de quórum

Img - Ag. Camara 06-10Alguns Deputados Federais resolveram não cumpri com suas obrigações de parlamentar na terça feira (6) e fizeram com que a cessão fosse cancelada.

O cancelamento da sessão da terça-feira (6) ocorreu após o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros ter interrompido os trabalhos por 30 minutos para aguardar a presença do número mínimo de deputados em Plenário.

Na pauta que deveria ter sido analisada na cessão marcada para as 11h30 de terça (6) estão itens polêmicos como o reajuste de até 78,56% no salário dos Servidores do Judiciário. No entanto, o Congresso Nacional deverá voltar a se reunir nesta quarta-feira (7), no mesmo horário às 11h30, para continuar a análise dos vetos presidenciais iniciada no último dia 22.

A sessão convocada pelo presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, para esta terça-feira (6) acabou cancelada por falta de quórum. Pois, a análise de vetos segundo a lei exige o comparecimento de pelo menos 257 deputados e de 41 senadores o que não ocorreu.

A cessão, portanto, teve que ser de inicio interrompida e só depois cancelada. No momento da interrupção, apenas 162 deputados e 54 senadores haviam registrado presença. Como a ausência de deputados persistiu após meia hora, o presidente do Senado decidiu pelo cancelamento da sessão.

Principais Itens que deveriam ser analisadas na terça:

› Veto total ao projeto de reajuste de até 78,56% para servidores do Poder Judiciário (PL 7920/14).

› Veto ao dispositivo que assegura aumento para aposentados pelo mesmo índice de correção do salário mínimo (MP 672/15).

Posição do governo sobre o assunto:

O governo teme os impactos financeiros da derrubada dos vetos e alega que somente o reajuste do Judiciário poderá custar ao governo federal R$ 36 bilhões a mais até 2019, e a extensão do reajuste do salário mínimo a todos os aposentados vai onerar o Executivo em R$ 11 bilhões de reais no mesmo período.

Fontes: CPB – Agencias de Noticias. Ag. Câmara.


CPB INFORMA:

O conteúdo desta notícia é de inteira e exclusiva responsabilidade de seu autor, não refletindo opinião oficial do site/portal www.correiopopulardebrasilia.com.br ou dos demais editores do Jornal.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *